Moscow, RÚSSIA

E esse foi mais um sonho da minha vida que se realizou! A princípio eu teria um vôo para Varsóvia, mas um dia antes mudaram a minha escala, e no dia 10.09.2016, embarquei com rumo a Moscow!

O vôo é curto (4:30h) então é ótimo! Era a primeira vez na Rússia de quase todo os comissários, então combinamos de sair juntos. Além disso, era aniversário da cidade, então estava tendo um festival no centro da cidade.

A minha primeira impressão da cidade não foi muito boa… Após entrar no metrô, nem mesmo meia placa em inglês. Tudo, TUDO apenas em russo. As pessoas não falam inglês!!! Nem mesmo as estações, nada, nada. Fomos na sorte e pela lógica, onde vimos todo mundo descer, descemos atrás… E deu certo, acabamos saindo na “Red Square” – Praça Vermelha…

Tinha muuuuita gente na rua, mas isso não desanimou. Estava um pouco difícil de caminhar, mas nada impossível. A cada construção que passávamos, eu me encantava… Amo essas construções antigas!

Após caminharmos mais um pouco, finalmente chegamos na St. Basil Cathedral, que é o cartão postal de Moscow! Que lugar maravilhoso!

img_0798

Ficamos algum tempo por lá e depois fomos procurar algum lugar para comer. Tinha uma feirinha no centro, mas as filas eram mito grandes e acabamos desistindo de comer por lá, e fomos para um restaurante. Depois, voltamos para o hotel…

No dia seguinte pela manhã (domingo), estava bem chuvoso. Eu tinha que estar no hotel 12:00h, mas isso não me desanimou a acordar cedo e ir passear mais um pouco antes de ir embora. Procurei no tripadvisor e achei uma rua que é cheia de lojas de souvenir, e lá fui eu para a “Arbat Street”.

Depois de comprar alguns souvenirs e tomar café da manhã, voltei ao hotel para me preparar para o vôo.

Eu AMEI ir para Moscow. Senti ter entrado em uma máquina do tempo. Um lugar muito, muito lindo. Claro, existe o fato que eu não entender absolutamente nada, e que as pessoas não se esforçam nenhum pouco para falar inglês, mas isso não foi o suficiente para me desanimar de voltar para lá!

Cebu, FILIPINAS

Sei que eu não postava por mais de dois meses e do nada comecei a postar várias vezes… mas estou com uns dias off aqui e aproveitando para atualizar um pouquinho  🙂

Bom, hoje é dia de contar um pouquinho das Filipinas. Antes de vir para Dubai eu nem fazia ideia de que existia um lugar no mundo chamado “Cebu” e quando eu vi na minha escala fui logo procurar informações na internet. É um voo novo para a Emirates, então poucos comissários tiveram a oportunidade de ir para lá até agora. Dei sorte! Muita gente pedindo por este vôo e na minha terceira escala tive o prazer de ter! A data do voo foi 02.09.2016 (meu aniversário foi dia 04.09.2016, então passei voando!).

Cheguei em Cebu no fim da tarde. Ao lado do hotel tinha um shopping e clarooooo que mesmo acabada, depois de mais de 8 horas de vôo, lá estava eu batendo perna no shoppping! Voltei para o hotel e dormi um pouquinho. 2:30h estava eu acordadona. Eu e mais sete comissários havíamos combinado de fazer um tour e o pick up no hotel era às 3h! LOUCURA! Três horas de estrada para finalmente chegar em “Kawasan Falls”. Três horas que valeram muito, muito a pena! Nem preciso falar muito… aqui vão algumas fotos para que tenham ideia do que estou falando…

Essa é a paisagem do caminho para chegar nas cachoeiras

A cor da igual é inacreditável!

A cada passo que íamos dando, a natureza ia nos surpreendendo…

Última parada antes de termos que enfrentar três horas de estrada para retornar ao hotel… Não queríamos ir embora de jeito nenhum!

E quase chegando na van, vi isso daqui…img_0569

Os gatinhos tentam insistentemente alcançar os peixes mas não conseguem… Judiação!!!

Bom, e esse foi meu dia em Cebu! Recomendo muito para quem gosta de cachoeiras… Tem algumas praias lindas também! AMEI esse lugar… Um paraíso escondidinho…

Kuala Lumpur, MALÁSIA

É até estranho escrever que eu já coloquei os meus pés lá na Malásia. Nunca, nunquinha havia cogitado de ir conhecer esse país… Mas no dia 28.08.2016 embarquei para KL (kei-el… como todos dizem por lá hahaha). Essa foi a última layover de agosto, fechando com chave de ouro um mês maravilhoso!

O vôo para KL tem duração de mais ou menos 7:30h, então é um pouquinho cansativo… Durante o vôo, nós da econômica já viemos conversando sobre quais seriam os planos e a grande maioria disse que iria dormir antes de sair. Eu e uma outra menina, decidimos que iriamos direto, uma vez que a chance de chover no fim da tarde era muito alta! Tínhamos em mente o ponto principal: Batu Caves, um dos mais famosos templos hindus do mundo. E depois de chegar no hotel, tomar um banho, saímos super rápido para o nosso destino. Era um pouco afastado do hotel, mas táxi/uber lá são extremamente baratos. Aliás, a cidade em si, é muito barata, em relação a Dubai/Brasil.

Quando chegamos ao Batu Caves, tivemos que andar um pouco para a entrada principal e logo avistamos o gigante dourado…

Já ao fundo da segunda foto, ao lado da “Murugan Statue”, da para ver uma escada enorme, que leva a uma caverna. E aqui vocês podem ver minha super animação para subir…

Após sair de lá, voltamos para o centro da cidade e fomos no mercado central… Que eu esqueci de tirar fotos… Mas é cheio de souvenirs!

As famosas “Petronas Towers” eu só vi da janela do táxi mesmo…

img_0346

E voltando para o hotel consegui ver a Torre de Kuala Lumpur, já iluminada!

img_0410

E esse foi meu dia por KL! Espero qualquer dia poder visitar novamente!

Cape Town, ÁFRICA DO SUL

Quando eu vi CPT na minha escala, nem me empolguei tanto assim. Quando eu falava para as pessoas: “Vou para CPT no fim do mês”, eu só ouvia: “Que sorte!!!” e eu só fui entender isso quando cheguei lá. O vôo foi no dia 23.08.2016, super tranquilo, apesar de longo!

Cheguei na cidade e era de noite, a maioria do pessoal combinou de ir a um restaurante chamado “Nelson’s Eye”, que apesar de ser caríssimo, é ma-ra-vi-lho-so. Não sou super fã de carne vermelha, mas olha, a daquele restaurante… sensacional!

No dia seguinte, bem cedinho, eu e mais 4 comissárias fomos direto para a famosa “Table Mountain”, uma montanha bem alta, que temos que subir de teleférico (tem gente super fit que sobe a pé) e de lá temos uma visão espetacular da cidade. Fica até perto, do hotel que estávamos deu por volta de 25 minutos… E aqui vão algumas fotos do teleférico e do lugar que é a “estação”.

Depois de um pouco de fila e alguns minutos no teleférico…

E claro que não podem faltar algumas fotos SUPER espontâneas hihi

Saindo de lá, eu e mais uma comissária fomos bater um pouco de perna no centro da cidade, que é uma gracinha, mas não tão grande. E então procuramos algum restaurante para almoçarmos antes de irmos dormir para o voo. Encontramos um que se chamava “Chef’s Warehouse” na Bree Avenue. MARAVILHOSO! Só depois descobrimos que pelo tripadvisor, ele é considerado o segundo melhor restaurante de Cape Town. Olha, se um dia desses eu tiver outro voo para lá, com certeza voltarei a este restaurante!

Sem dúvidas de que sai de Cape Town alguns kg mais gorda… Mas muito feliz… Minha primeira vez na África foi linda!

Lisboa, PORTUGAL

Sei que faz um tempão que não escrevo… Mas como deu vontade, vou contar um pouquinho da layover de Lisboa, que foi no dia 19/08/2016!

Quando vi Lisboa na minha roster, fiquei super empolgada, minha chance de poder falar português com meus passageiros! E quanta coisa descobri… aliás, sabiam que café da manhã, por lá, é “pequeno-almoço”?!

Bom, vamos lá… O vôo para Lisboa não é tão longo, mas pelo horário de Dubai, tive que acordar 4h, então, sair do hotel quando pousei em Lisboa, foi um tanto quanto difícil. Algumas comissárias insistiram e acabei indo com elas! Nossa primeira parada foi o Castelo de São Jorge, e a construção é nesse estilo:

É uma construção bem grande e de lá, temos essa vista linda demais:

Após o Castelo de São Jorge, fomos caminhando para outros bairros, como: Chiado e Barro Alto. Vimos muitas lojinhas lindas de souvenir, restaurantes e empórios de vinhos… Aqui algumas fotos da cidade:

E por fim, não poderia faltar um jantar clássico, certo?! Então procuramos um restaurante que um português do voo nos indicou: Cervejaria Trindade. Maravilhoso! Claro que optei por um dos tradicionais, que é o bacalhau ao molho de natas… Sem comentários para essa maravilha!

img_0067

E então, voltei para o hotel e dormi direto, até a minha wake up call! Eu prefiro voos que eu consiga dormir antes de passear… Mas, valeu a pena! Lisboa é uma gracinha e deu até para se sentir em casa, ouvindo e falando português!

Brighton, INGLATERRA

Brighton foi um acaso!

No dia 10/08/2016 eu tive outro vôo para Gatwick e eu ainda não tinha decidido se voltaria para Londres ou não… (Ah, antes desse, eu tive um vôo para Colombo, no Sri Lanka… Mas não tenho fotos e não fiz nada de interessante, então não tenho nada para compartilhar…).

Dia seguinte pela manhã, coloquei calça, blazer e lenço: a temperatura era de agradáveis 14º graus! Tomando café da manhã, me lembrei de ter ouvido falar de Brighton no meu vôo anterior para Gatwick, uma das comissárias tinha comentado, mas nem dei muita bola. Como o meu foco nessa vida é não ficar dentro do hotel, comecei a pesquisar um pouquinho mais sobre a cidade e foi aí que decidi que Brighton seria o meu destino para aquele dia!

Dali do hotel fui até a estação de trem e de la comprei um ticket de ida e volta para Brighton (teve uma parada, não me lembro a cidade, mas durou apenas uns 10 minutos). A viagem foi de mais ou menos 45 minutos, onde eu via pela janela do trem só céu cinza… Quando eu cheguei lá, me surpreendi! A estação até que era grande e bem movimentada. Peguei um mapa, sai de lá e comecei a andar.

Quando eu saí da estação o céu já estava azul e eu não poderia estar mais satisfeita de ver um céu claro! Minha parada número 1 foi o “Royal Pavillion”, um castelo com arquitetura indiana, que eu já tinha visto algumas fotos pela internet. E imaginem um castelo bonito?!

IMG_0115

Dali do castelo fui caminhando um pouco e cheguei no Pier de Brighton, que confesso ter sido o primeiro pier que vi de verdade na vida! Fiquei em êxtase! Ele é bem comprido e tem um parque de diversões. Também tem muitos quiosques de comida, desde tradicionais até sorvetes!

Depois de passar por volta de uma hora por lá, decidi continuar caminhando… De lá, fui para o “Lanes”, que é um bairro bem pequeno, mas cheio de lojinhas desde souvenirs, coisas locais até restaurantes. E bem fora do plano, mas passei quase duas horas por lá…

Quando olhei no google maps o caminho de volta para a estação, vi que eu estava ao lado de uma doceria famosa de Brighton, com um nome que eu nem me atrevo a pronunciar! “Choccywoccydoodah” e é CLARO que eu resolvi passar por lá! Me perdi umas dez vezes e finalmente encontrei… Fica em uma rua bem pequenininha, mas vale a visita! Os bolos são INCRÍVEIS!

Depois de me impressionar um pouquinho vendo esses bolos que mais parecem obra de arte, fui caminhando até a estação e no caminho encontrei uma praça, onde fica a “Torre do Relógio” de Brighton e aí aproveitei para tirar essa foto rapidinho:

IMG_0159

O céu já estava voltando a ficar encoberto e já tinha passado da hora de eu voltar para o hotel e descansar. No fim, descansei apenas uma hora antes do vôo, mas valeu muito a pena!

Brighton é uma cidade pequena, que dá para fazer tudo a pé, se não quiser, nem mapa é necessário. Brighton fui um acaso que eu fiquei muito feliz de ter conhecido! E posso dizer, de longe, que é uma das cidades da europa, que me conquistou🙂

Brisbane, AUSTRÁLIA

Austrália!  A princípio este era um vôo que chamamos de “multi sector”, pois era para ser um vôo Brisbane-Auckland-Brisbane, mas por motivos operacionais, acabei ficando apenas em Brisbane, por 60 horas! O que foi muito bom!

Para começar, nosso hotel fica bem no centro da cidade, o que facilita muito! Ainda durante o vôo, combinei com mais cinco comissários de ir ao “Lone Pine Koala Sanctuary” (local onde poderíamos ver koalas e cagurus!). E assim, no dia 27/07/2016, chegamos no hotel, descansamos duas horinhas e lá fomos nós, exaustos, mas com muita vontade de vê-los! Fomos de táxi e como estávamos em seis, o preço ficou ok. Para entrar no lugar, com o desconto com temos, saiu 25 AUD (dólares australianos).

O Lone Pine é como se fosse um zoológico, mas com foco em koalas e cangurus. É até que bem grande! Tem vários koalas espalhados pelo zoológico (todo enjaulados…) e pensem em um animal que é muito fofo e gordo?! haha Para tirar foto com um deles, temos que pagar. Custa 18 AUD, eu achei um pouco caro… Mas quando em Brisbane, né?! E também, acho uma experiência que vale a pena. Vale ressaltar que eles são um pouco agressivos… Por isso, tem uma pessoa que coloca ele na gente e fica ao nosso lado e em seguida tira. Não podemos nos mover.

Depois de 14h de vôo, a minha cara da derrota…

 

 

Já com os cangurus, tem um campo muito grande e eles ficam lá deitados, andando, pulando… E podemos comprar uma comida especial (2 AUD) e aí ir alimentá-los e é uma experiência muitoooo legal! Valeu muito a pena! Dóceis como cachorros… hahah

Depois de sair do Lone Pine, fomos para a cidade e aí nos dispersamos… Continuei com mais três comissários e fomos em busca de algo para comer. Sinceramente, não consigo me lembrar o que comi, logo, não era algo extraordinário… :p

E aí, claro, dormi muito! No dia seguinte eu fiquei caminhando pela cidade, sozinha mesmo, fiz algumas compras… Caminhei bastante, uma vez que o tempo estava muito gostoso! Fresco, um céu azul, com um sol bem de leve… Aí, que saudades daquele lugar!

No último dia, o vôo seria só a noite, então acordei cedo, tomei café e fui com um dos comissários até uma praia que se chama “Southbank beach”, na realidade não é uma praia de verdade, criaram ela… Mas é linda, linda!

Saindo de lá, fomos andando até uma montanha que tem ali pertinho, que nos proporcionou uma vista linda da cidade!

E então, foi hora de voltar para o hotel e descansar um pouco antes do vôo!

Eu AMEI Brisbane. É linda demais e muito agradável! A palavra que definiria esses meus dias lá seria: AZUL. Pensem em um céu e um rio tão azuis! O dia que eu ver Brisbane na minha escala de novo, ficarei muito feliz. Ansiosa para caminhar por essa cidade tão linda de novo!

Shanghai, CHINA

Quando eu vi Shanghai na minha escala, pensei: “Então chegou a hora de ir para China…” É o tipo de coisa que demora um pouco para cair a ficha. Se eu quisesse pagar uma viagem para ir para China, imagino que não seria aos 22 anos.

E no dia 21/07/2016, minha mala estava com uma etiqueta com destino “PVG”. Confesso que assim que pisei no aeroporto e vi aquelas letras tão diferentes, eu fiquei: “UAU, eu tô aqui mesmo”.

O hotel que ficamos é um pouco distante do centro, mas tinha um metrô quase na porta. Eu e mais três comissários deixamos as coisas no hotel e fomos direto para o centro, ver o “The Bund”, onde temos uma vista da cidade e do rio Huangpu. Demorou um pouco mais de uma hora para chegar lá e ainda tivemos uma boa caminhada. Quando saí da estação, tive um surpresa! Uma rua enorme, toda iluminada, com placas piscando em chinês e gente para todo quando era lado. Sim, eu estava na China!

IMG_7163
A rua que falei acima: Nanjing Lu

Quando finalmente chamos ao The Bund… Que coisa linda! Muitos prédios super modernos, iluminados e refletindo tudo no rio… Bom, uma foto fala mais do que palavras, certo?!

IMG_7178
The Bund

Ficamos lá durante uns 30 minutos e então fomos pocurar algo para comer e como foi difícil! Não conseguiamos encontrar nada! E andamos, andamos… Provavelmente para o lado errado, por isso não encontrávamos nada. Até que finalmente encontramos um bar chamado “270º” e ali serviam seafood e decidimos comer ali mesmo. A comira era excelente, um pouco cara mas ok. E então, depois de 28h acordada, finalmente voltei para o hotel.

No dia seguinte pela manhã, encontrei com os mesmos comissários do dia anterior e fomos ao “Underground Market”, que é divertido! É como uma 25 de março gigante e com ar condicionado. TUDO funciona na base da barganha. Se você gostar de algo e perguntar o preço, vão te falar algo como “100 yuan” e aí você fala “muito caro, obrigada” até que isso se repita umas 3 vezes e finalmente você acaba pagando uns “20 yuan”! Saí de lá cheia de bugigangas!

IMG_7185
Coisas que comprei no Undeground Market

E então foi hora de voltar para o hotel, tirar um chochilo e voltar para casa. Não fui à nenhum templo porque estava muito quente, mas torço para que eu tenha uma outra oportunidade 🙂

Achei esse layover em Shanghai uma oportunidade sensacional. E como é a de 32h, dá para descansar bem e passear. E agora posso finalmente dizer: Eu já fui para China!

Londres, INGLATERRA

Londres não é muito bem o que imaginei… Ela é linda sim, mas achei muito diferente de outros países que já visitei da Europa!

Com uma sapatilha não muito confortável – e no vôo de volta meus pés imploravam para que eu nunca mais fizesse isso – caminhei pela cidade por agradáveis cinco horas. O clima estava melhor do que imaginei: um céu azul pela manhã e um vento suave do qual eu sentia tanta saudade. É verão e tudo estava muito cheio. Ainda assim, caminhei pela cidade com calma, sem obrigação de visitar ou ver nada. Minha primeira parada foi o “Borough Market”, que é um mercado a céu aberto, onde o cheiro tão doce das frutas não te deixa ir embora sem provar ao menos um suco…

Dali, caminhei até “St Paul’s Cathedral”, passando pela Millennium Bridge e então, subi em um shopping que tem um terraço até que alto e ali fiquei por bons 40 minutos:

Quando saí de lá, peguei um ferry até Southbank e ali voltei a caminhar, passando pela London Eye, Big Ben e Buckingham Palace:

E então o cansaço tomou conta de mim… Peguei o trem de volta para Gatwick, fui a uma Primark próxima ao hotel e gastei as últimas libras da minha allowance!

Da próxima vez que eu visitar Londres, quero ir assistir a troca de guardas no Buckingham Palace, lembro de que muitos anos atrás meus pais assistiram e tiraram tantas fotos… Até hoje tenho curiosidade de ver.

Londres não é minha cidade favorita da Europa, contudo, ela tem seu charme. Tem um contraste entre o moderno e o antigo e tem aquele ar de tradição. Voltarei com sapatos mais confortáveis e tentarei descobrir um pouquinho mais da cidade, não sei quando ainda… Mas se qualquer dia desses eu ver na minha escala, ficarei feliz!

 

Londres